Número total de visualizações de página

sábado, 28 de janeiro de 2012

QUASE

Um pouco mais de sol - eu era brasa,
Um pouco mais de azul - eu era além
Para atingir, faltou-me um golpe de asa ...
Se ao menos eu permanecesse aquém ...”
MÁRIO DE SÁ-CARNEIRO

Dormida ainda, acordo num abraço.

Nem consigo ver se já é dia, a névoa onírica enrola línguas de mel e vaguidão em volta do meu ser ido, quase vindo, a consciência é somente este amplexo firme, tingido de alegria, beijos enrolados uns nos outros viajam dos meus lábios para o coração, centro cantante, espuma amorosa, a magnificência de si…
Tudo, tudo ele abarca, o abraço mais abraço que alguma vez vivi. Pássaros meigos corroboram este passageiro estado que quisera eterno, correm imagens dos dias de antes, nem sempre me vejo já tão certa aqui ou pura ali, abraço-me, abraço-me porém, tudo cabe dentro do mesmo amor e só isso importa.


Dormida ainda, mas já a acordar. Para um sono outro, o da realidade. Do despertador e das coisas inadiáveis, da representação, papéis, do põe-máscara-tira-máscara, ora agora ganho eu ora agora ganhas tu (?!), enganosas notícias que querem dizer outra coisa distinta do que dizem, futuro incerto, fim do euro, desastres, miséria, presságio de calamidades a poluir os éteres como veneno - pó fino exposto à nortada…

Desperta já, agarro quanto posso a memória escorregadia desse abraço de amor total, todo envolvente, por via dele a manhã tornou-se de um azul anilado, iridiscente, a palavra tem novos poderes, sou o doce gigante dentro de mim a soltar os passáros da dor de sombrias gaiolas,

evaporam-se as tramas de superfície, nada ficará como parecia ser…


Desperta já, a um passo de mim mesma, coisa minima, suavíssimo golpe de asa, quase, quase…

2 comentários:

  1. Delícia acordar com esta leitura...
    Um beijo agradecido Mariana.
    Astrid Annabelle

    ResponderEliminar
  2. Eu é que lhe agradeço, Astrid.
    Acordei com ela em mim. É autobiográfica.
    Bom fim de semana
    Um beijo para si, também.
    Mariana

    ResponderEliminar